Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Venezuela: pressionado, Supremo desiste de comandar o Legislativo

Diante da pressão nacional e internacional, o presidente Nicolás Maduro solicitou que o TSJ revisasse as sentenças

Por Da redação Atualizado em 1 abr 2017, 12h03 - Publicado em 1 abr 2017, 11h59

O Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) da Venezuela reverteu neste sábado a decisão de assumir as funções do Legislativo. O Judiciário também suprimiu o conteúdo da sentença publicada na terça-feira passada, que retirou a imunidade dos parlamentares.

Diante da pressão nacional e internacional, o presidente Nicolás Maduro solicitou na madrugada deste sábado que o TSJ revisasse as sentenças 155 e 156, emitidas nesta semana. “Esta controvérsia acabou… a constituição venceu”, disse Maduro em um discurso televisionado pouco depois da meia-noite.

Logo depois, a Sala Constitucional do órgão emitiu duas novas declarações judiciais, revogando as decisões anteriores. Uma das novas sentenças suprime o item que dava à Sala Constitucional do Tribunal Supremo de Justiça o poder de assumir as funções da Assembleia Nacional.

Ainda assim, a autoridade concedida a Maduro de criar empresas petrolíferas mistas foi mantida. Outra decisão judicial publicada também neste sábado devolvia a imunidade parlamentar aos membros da Assembleia.

A oposição venezuelana havia convocado uma série de manifestações em todo o país neste fim de semana, para protestar contra a medida inconstitucional tomada pelo Judiciário na quinta-feira. Os principais líderes da oposição, contudo, ainda cobram o governo por medidas de punição contra os magistrados responsáveis pelas sentenças.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)