Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Venezuela: oposição pede anulação parcial das eleições

Coalizão apresenta lista de irregularidades ao Superior Tribunal de Justiça

A coalizão opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD) apresentou um recurso ao Superior Tribunal de Justiça da Venezuela pedindo a anulação parcial das eleições presidenciais realizadas no dia 14 de abril. O recurso se soma ao pedido de anulação total das eleições apresentado pelo comando de campanha de Henrique Capriles no último dia 2.

Ramón Guillermo Aveledo, secretário-executivo do MUD que apresentou o recurso nesta terça explicou que a diferença entre as duas ações é que a mais recente é também mais específica e se refere apenas aos locais de votação onde foram verificadas irregularidades.

Leia também:

Uribe recorre à Corte Interamericana contra Maduro

Nicolás Maduro diz que Obama é ‘chefe maior dos diabos’

Entre os problemas destacadas pela oposição estão atos de violência contra eleitores ou observadores eleitorais, inconsistências entre os dados das atas das seções eleitorais e as cédulas de verificação dos votos e a falta de dados específicos nas atas, como o número de votantes. O secretário executivo explicou que o novo pedido se soma ao já apresentado por Henrique Capriles na última semana e compromete 55,4% da contagem de votos do pleito em todo o país.

Aveledo disse ainda que a oposição não descarta recorrer a instâncias internacionais, embora confie que a contundência das provas obrigará o Poder Judiciário a atuar com base na lei. “Nossos argumentos são tão sérios, sólidos e fortes que esperamos não ter de ir a instâncias internacionais. Concluído nosso uso dos organismos nacionais, e em caso de eles não darem uma resposta com base nas leis, temos a opção de levar as provas desses fatos para o Sistema Interamericano de Direitos Humanos, bem como aos mecanismos que dispõem a Unasul e o Mercosul para divulgar e fazer valer os direitos de voto dos eleitores “.