Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Variante brasileira do coronavírus causa surto e assusta o Canadá

Na Colúmbia Britânica, 737 casos da P.1 foram registrados apenas em março. Entre infectados, 215 pessoas permanecem sob cuidados médicos

Por Da Redação Atualizado em 9 abr 2021, 19h22 - Publicado em 9 abr 2021, 19h19

O Canadá voltou a ligar o alerta com o aumento no número de casos registrados do novo coronavírus, com o número de pacientes em leitos de UTI se aproximando do recorde do país. Ao mesmo tempo, a variante brasileira se espalha em velocidade acelerada, principalmente na província da Colúmbia Britânica, e preocupa epidemiologistas, que citam um possível descontrole da doença caso a campanha de vacinação nacional não avance. 

Há poucos dias, o país já havia registrado um crescimento no número de casos devido à variante britânica do vírus, a B117, com o receio de que ela pudesse substituir a versão pré-existente do vírus. Agora, com a propagação da variante brasileira P.1, com poder de transmissão e reinfecção possivelmente maior, o Canadá se viu forçado a adotar algumas medidas adicionais de combate e controle. 

Em Vancouver, na Colúmbia Britânica, o crescimento da variante provocou o fechamento de um popular resort de ski, além da paralisação temporária das atividades do Vancouver Canucks, time da cidade que compete na liga nacional de hóquei. Segundo a liga, 16 jogadores, dos 26 da equipe, testaram positivo ou tiveram contato com alguém que testou, embora seja incerto quantos desses casos envolviam a variante P.1.

Na Colúmbia Britânica, 737 casos da P.1 foram registrados apenas no mês de março. Entre os infectados, 215 pessoas permanecem sob cuidados médicos. Na semana passada, os hospitais receberam cerca de 2.500 pacientes infectados pelo coronavírus por dia, o que representa um aumento de 7% em relação à semana anterior, afirmou a médica Theresa Tam, em entrevista à rede CBC.  

Diversas províncias registraram aumentos significativos dos números de Covid-19 nos últimos dias. Em um relatório divulgado nesta sexta-feira, 9, Ontário reportou mais de 4.200 novos casos, incluindo 18 mortes.

Ao todo, o país soma mais de 1 milhão de casos, incluindo 23.245 mortes. Mais de 5,7 milhões de cidadãos, cerca de 15% da população do país, já receberam ao menos uma dose da vacina.

Segundo o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, mais de 10,5 milhões de doses da vacina foram encomendadas pelo governo federal. Até o final de junho, o Canadá espera receber 44 milhões de doses dos imunizantes da Pfizer, Moderna e AstraZeneca.

Continua após a publicidade
Publicidade