Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

União Europeia decide punir Bashar Assad

Ditador sírio teve os bens congelados e está proibido de ir à Europa

Por Da Redação 23 Maio 2011, 08h25

Os ministros de Relações Exteriores dos países da União Europeia (UE) decidiram punir o ditador da Síria, Bashar Assad. A partir desta segunda-feira, todos os seus bens estão congelados e ele está proibido de viajar à Europa. A medida é uma resposta à repressão aos protestos no país árabe.

O nome de Assad e de mais 10 autoridades sírias serão publicados no Diário Oficial da UE, na terça-feira. Eles se unirão a uma primeira lista de 13 figuras importantes do regime sírio, incluindo um irmão e vários primos do presidente, objetos de sanção desde 10 de maio.

As sanções contra o ditador representam um reforço da pressão europeia sobre Damasco, para que detenha a repressão e aceite uma negociação com a oposição que inicie um processo de reformas democráticas em linha com as demandas da população. O balanço da repressão ao movimento de protesto que abala o regime de Assad desde março supera 900 mortos, segundo a ONU e organizações não-governamentais.

A decisão encerra um mês de discussões entre os 27 países da UE sobre a conveniência ou não de sancionar pessoalmente o ditador sírio. Na semana passada, o presidente americano Barack Obama afirmou em um discurso sobre o Oriente Médio que Assad deveria escolher entre “liderar a transição e abandonar o poder”.

Continua após a publicidade
Publicidade