Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

TV americana divulga gravação de Trump sobre pagamento a ex-modelo

Ocorrida dois meses antes da eleição de 2016, a conversa gravada foi descoberta pelo FBI no escritório de Michael Cohen, ex-advogado do presidente

A emissora americana CNN divulgou ontem (24) uma gravação feita pelo ex-advogado de Donald Trump, Michael Cohen, em que ambos discutem o pagamento a uma ex-modelo da Playboy para tentar silenciá-la sobre sua relação com Trump em 2006. A veracidade do áudio foi confirmada pelo atual advogado pessoal do magnata, Rudolph Giuliani. Mas ele negou que o pagamento tenha sido feito. 

A gravação ocorreu dois meses antes da eleição presidencial de novembro de 2016, que deu vitória a Trump. O áudio foi descoberto pelo FBI no escritório de Cohen, afirmou o jornal The New York Times na semana passada.

No áudio, as discussões giram em torno de Karen McDougal, então modelo da Playboy, que afirma ter tido uma “relação romântica de dez meses” com Trump iniciada em 2006, pouco depois do nascimento de Barron, o último filho do presidente com sua mulher, Melania.

Trump e Cohen falam sobre a compra dos direitos da história de McDougal, que ela havia vendido um mês antes por 150.000 dólares (o equivalente a 556.000 reais, em valores atuais) ao tabloide National Enquirer. O jornal, que pertence ao grupo de David Pecker, um empresário próximo do atual presidente americano, nunca chegou a publicar a história.

Veja também

“Eu preciso abrir uma empresa para a transferência de todas essas informações sobre o nosso amigo David”, disse Cohen na gravação, provavelmente em referência a Pecker.

O jornal americano The Wall Street Journal informou hoje que uma fonte anônima a par das investigações confirmou que Cohen usou uma companhia de fachada de Delaware, criada por ele em setembro de 2016, para comprar os direitos da história de McDougal.

Quando o pagamento surge novamente na conversa gravada, Trump interrompe Cohen. “Que financiamento?”, pergunta. “Nós teremos de pagar”, responde Cohen.

O áudio sugere que Trump fala em “pagar com dinheiro”. Mas não está claro se há um “não” antes da frase. Depois disso, Cohen repete “não, não” e o trecho que segue é incompreensível.

Ouça a gravação, em inglês, divulgada pela CNN:

Em resposta à divulgação do áudio, Trump expressou incredulidade com a informação de que seu advogado pessoal teria gravado uma conversa entre os dois.

“Que tipo de advogado gravaria um cliente? Tão triste! Será essa a primeira vez, nunca ouvi sobre isso antes? Por que a gravação foi terminada (cortada) tão abruptamente enquanto eu estava supostamente dizendo coisas positivas? Eu ouvi que há outros clientes e muitos repórteres que foram gravados — será mesmo? Que pena!”, escreveu Trump em publicação no Twitter.

(Com AFP)