Clique e assine com 88% de desconto

Turquia prende 3 russos e outras 62 pessoas após atentado em Istambul

Por Da Redação - 13 jan 2016, 07h00

Autoridades turcas prenderam nesta quarta-feira três russos suspeitos de ligação com o Estado Islâmico (EI) após um ataque suicida com bomba em Istambul, que matou dez turistas e feriu outras quinze pessoas. Um homem-bomba, que possivelmente cruzou recentemente da Síria, matou nove turistas alemães e um peruano na terça-feira na histórica praça turca de Sultanahmet, grande ponto turístico.

A Rússia confirmou a prisão na Turquia de três cidadãos russos, mas não detalhou os motivos das autoridades turcas. Segundo a agência turca Dogan, os três russos foram detidos em Antalya, no litoral mediterrâneo da Turquia, suspeitos de terem cooperado com o EI no atentado suicida. Além dos três russoa, a polícia turca deteve outras 62 pessoas dentro da operação antiterrorista iniciada após o atentado, entre eles quinze sírios.

Leia também

Atentado do EI em bairro turístico de Istambul deixa dez mortos

Publicidade

Bombardeio destrói depósito de dinheiro do Estado Islâmico em Mossul

Estado Islâmico mata ao menos 32 em ataques a shopping e café no Iraque

As relações entre Rússia e Turquia passam por um de seus piores momentos das últimas décadas depois de dois caças turcos derrubarem um bombardeiro russo que, segundo a Turquia, tinha invadido seu espaço aéreo. Após o incidente, o presidente russo, Vladimir Putin, acusou a Turquia, e particularmente seu presidente, Recep Tayyip Erdogan, de financiar os jihadistas através da compra de petróleo extraído das áreas do ‘califado’, e aprovou sanções econômicas contra o que era até então um de seus parceiros comerciais mais privilegiados.

(Da redação)

Publicidade