Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump quer cortar impostos, mas os ricaços do país são contra

Com pífio desempenho no Congresso, presidente americano tenta aprovar corte de impostos. Mas até os mais abastados do país estão indignados com a proposta

Depois de quase dez meses no comando da Casa Branca, e mesmo contando com a maioria republicana na Câmara dos Representantes e no Senado, Donald Trump tem tido dificuldade para avançar com alguma medida que possa chamar de sua e mostrar a seus eleitores que está fazendo algo de relevante. Seus colegas de partido não simpatizaram com sua proposta para sepultar o Obamacare, apelido dado ao plano de saúde feito por seu antecessor, Barack Obama, nem aceitaram aumentar verbas para construir um muro na fronteira com o México. Trump continua tentando. Na semana passada, ele voltou de uma viagem pela Ásia (cujo resultado mais vistoso foi o constrangimento que causou ao povo americano ao trocar elogios com o truculento presidente filipino Rodrigo Duterte) aplicando pressão sobre os congressistas para que aprovem uma reforma fiscal, antiga bandeira do Partido Republicano. “Animado por voltar para casa e ver a Câmara aprovar um ótimo projeto fiscal em que a classe média alcance um grande corte de impostos!”, tuitou o presidente. A empreitada, porém, que tem boa chance de ser a primeira grande conquista de Trump no Congresso, enfrenta fortes críticas — e conseguiu a proeza de ser atacada até por cidadãos que seriam beneficiados por ela.

O objetivo do projeto dos republicanos é aliviar a vida da classe média e o caixa das empresas, que, assim, alavancariam as contratações no país. Para atingir tal meta, estão sendo propostos cortes significativos nos impostos, a simplificação das taxas pagas pelos cidadãos e mudanças em deduções e impostos locais. Nem todos, porém, acreditam nas boas intenções da Casa Branca — ou do ricaço que comanda a nação. Tanto que 400 milionários e bilionários americanos, alguns deles integrantes do seleto grupo do 1% mais rico do país, divulgaram uma carta aberta com um anúncio inusitado: eles são contra o corte de impostos para eles mesmos.dos aos próprios interesses.

Com reportagem de Luiza Queiroz

Assine agora o site para ler na íntegra esta reportagem e tenha acesso a todas as edições de VEJA:

Ou adquira a edição desta semana para iOS e Android.
Aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.