Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump já construiu um muro na Escócia (e repassou a conta)

O magnata cercou seu campo de golfe em Aberdeen com muros e cercas que bloqueiam a vista dos moradores locais e mandou a conta para os vizinhos

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, já construiu um muro antes mesmo de se candidatar à Casa Branca. Após inaugurar um de seus campos de golfe em Aberdeen, nordeste da Escócia, o magnata anexou um muro e muitas cercas à propriedade, bloqueando a vista dos moradores que se recusaram a vender suas casas – e depois enviou a fatura para eles.

David e Moira Milne, que moram ao lado do ‘Trump International Golf Links’, foram vítimas da invasão imobiliária dos negócios de Trump. O casal foi ameaçado de processo pelos advogados do magnata, que afirmavam que parte de sua garagem pertencia ao terreno do campo de golfe. Segundo o jornal americano New York Times, ao chegar em casa, David e Moira se depararam com funcionários do campo construindo uma cerca no meio de seu jardim, para delimitar a área que supostamente pertencia a Trump.

Depois, duas fileiras de árvores foram plantadas, bloqueando a vista do casal. A água e a eletricidade da casa de David e Moira também foram cortadas temporariamente. Quando o transtorno parecia ter chegado ao fim, uma conta de aproximadamente 3.500 dólares, referente às obras, chegou pelo correio. Segundo David Milne, a carta enviada pelas empresas Trump foi direto para o lixo. “Podem esperar, o México também não vai pagar”, afirmou David, que agora tem uma bandeira do México no telhado de sua casa.

Outro casal, Susan e John Munro, também se recusaram a ceder à pressão e vender sua casa para o empreendimento de Donald Trump. Hoje, há um muro de 4,5 metros construído pelos funcionários do magnata cercando sua propriedade, segundo o Times. “Trump gosta dos seus muros”, afirmou Susie ao jornal britânico The Guardian. “Ele arruinou tudo para nós aqui. Ele nos cercou”, disse.

Michael Forbes, que também mora na região, decidiu pendurar uma bandeira com a frase “Hillary para Presidente” em sua casa, em protesto à atitude do magnata. Segundo o Guardian, Trump acusou Forbes publicamente de viver “como um porco” e o chamou de “desgraçado” por se recusar a vender sua casa “nojenta” e que “parece uma favela”.

U.S. property magnate Donald Trump practices his swing at the 13th tee of his new Trump International Golf Links course on the Menie Estate near Aberdeen, Scotland, Britain June 20, 2011. To match Special Report USA-ELECTION/TRUMP-GOLF REUTERS/David Moir/File Photo Donald Trump joga golfe em seus campos em Aberdeen, Escócia

Donald Trump joga golfe em seus campos em Aberdeen, Escócia (/)

Os moradores também se queixam do não cumprimento das promessas de Trump em relação ao campo de golfe. O investimento prometido pelo magnata para a área era de 1,25 bilhão de dólares (4,3 bilhões de reais), mas encolheu para quase 50 milhões (170 milhões de reais), segundo o New York Times. Os 600 empregos que seriam gerados pelo empreendimento também foram reduzidos para apenas 95. Além disso, um hotel de luxo e um prédio de apartamentos que deveriam ter sido construídos ainda não existem. O ‘Trump International Golf Links’, que foi inaugurado em 2012, teve 1,36 milhão de dólares (4,6 milhões de reais) em prejuízo só em 2015.

“Se os Estados Unidos quiserem saber o que está por vir, devem estudar o que aconteceu aqui”, disse Martin Ford, representante do governo local ao Times.

Em um evento de sua campanha no Estado de New Hampshire em abril de 2015, Donald Trump expôs sua proposta de construir um muro na fronteira com o México para resolver o problema da imigração nos EUA. “Vou construir o melhor muro, o maior, o mais forte (…). E vou fazer o México pagar por ele. Porque o México está f*** muito com a gente”, afirmou o magnata.