Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump erra e anuncia sanções contra aiatolá iraniano morto em 1989

Presidente americano virou piada no Twitter após trocar nome do atual guia supremo do Irã em discurso na Casa Branca

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se tornou alvo de piadas depois de anunciar nesta segunda-feira, 25, sanções financeiras contra o aiatolá Ruholla Khomeini, morto em 1989.

“Os ativos do aiatolá Khomeini e de seu gabinete não ficarão de fora das sanções”, afirmou Trump ao ler o texto que anunciava a assinatura de um decreto que impede ao “guia supremo (iraniano), sua equipe e outras pessoas de seu entorno mais próximo acesso a recursos financeiros essenciais”.

Trump, contudo, se referia ao atual guia supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, que assumiu a liderança da República Islâmica após a morte de seu fundador e primeiro guia, Khomeini, em 1989.

O presidente americano se confundiu em sua declaração ao trocar uma sílaba do nome do atual aiatolá e acabou se referindo a Khomeini, que liderou a revolução iraniana de 1979.

“Trump não sabe que o aiatolá Khomeini está morto e que o aiatolá Khamenei dirige o Irã”, escreveu Sara Massumi, do jornal reformista iraniano Etemad.

Os usuários do Twitter também não perderam a oportunidade de fazer piada do presidente dos Estados Unidos.

“Khamenei disse uma vez ‘Ronald’ em vez  de ‘Donald'”, tuitou @danialshaigan, ao recordar um lapso do guia supremo durante um discurso no qual mencionou o nome do presidente americano. “Trump teve sua revanche”, completou.

Outro tuíte usou uma imagem em que oficiais iranianos carregam um cartaz de Khamenei em um avião para fazer piada. “Aiatolá Khomeini a caminho para entregar uma declaração sobre a recente imposição de sanções”, brincou.

“Este Narciso (Trump) espera (que um morto) ligue para ele?”, questionou de modo irônico @saeedIran, em referência a declarações de Trump de 9 de maio sobre o Irã: “Gostaria que me ligasse (…) estamos dispostos a conversar”.

@BahramAsadzadeh citou uma conspiração dentro do governo dos Estados Unidos contra Trump: “Fazem que ele pareça um palhaço”, escreveu sobre o texto do americano.

Esta não é a primeira confusão que Trump faz com o nome de autoridades estrangeiras recentemente. Há duas semanas, o presidente americano chamou o príncipe Charles de Prince of Whales. Em bom português, Trump chamou o herdeiro do trono britânico de “príncipe das baleias.

O presidente americano certamente sabe que Charles é o príncipe de Gales – em inglês, Prince of Wales, região no sudoeste da Inglaterra cuja capital é Cardiff. Mas, ao gabar-se de “encontrar e conversar com ‘governos estrangeiros’ todos os dias”, dera como exemplo suas reuniões recentes “com a rainha da Inglaterra (Reino Unido), o Príncipe das Baleias” e outros líderes.

O erro de seu post no Twitter foi consertado logo em seguida. Mas houve tempo suficiente para muitas piadas na internet.

(Com AFP)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Duilio Ribeiro Barbosa

    Wales, o País de Gales, é … UM PAÍS! Não é meramente uma “região” e, muito menos!, ao sudoeste da Inglaterra, que é outro país. A Inglaterra, o País de Gales e a Escócia localizam-se na ilha da Grã Bretanha (Great Britain). Por outro lado Inglaterra+País de Gales+Escócia+Irlanda do Norte compõem o Reino Unido (United Kingdom). Erro básico e crasso!

    Curtir