Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Trump diz que será ‘ditador por um dia’ se for eleito presidente dos EUA

Em evento eleitoral com o apresentador da Fox News, Sean Hannity, o ex-presidente foi pressionado a negar que usaria seu poder para 'vingança'

Por Da Redação
6 dez 2023, 08h21

O ex-presidente americano Donald Trump afirmou na noite de terça-feira 5, durante um evento eleitoral com o apresentador da Fox News, Sean Hannity, que usaria “apenas o primeiro dia” de sua presidência para se aproveitar do cargo, se eleito em 2024, agindo como um “ditador“. O comentário controverso ocorreu em meio a acusações da Casa Branca de que o republicano abusaria do poder caso seja escolhido para chefiar os Estados Unidos novamente.

Durante a conversa com Hannity, no evento na Câmara Municipal de Davenport, em Iowa, o candidato presidencial republicano falou em atacar seus rivais – referindo-se a eles como “vermes” – e prometeu se vingar caso seja eleito para um segundo mandato, devido aos processos judiciais contra ele, que Trump argumenta serem resultado de perseguição política.

“Ditador”

Hannity, seu apoiador de longa data, questionou Trump duas vezes sobre usar seus poderes presidenciais para se vingar de adversários políticos se fosse reeleito. O ex-mandatário acabou negando, mas sugeriu que poderia fazer exceções.

“Sob nenhuma circunstância, você está prometendo à América esta noite que nunca abusaria do poder como vingança contra alguém?” Hannity perguntou.

Continua após a publicidade

“Exceto no primeiro dia”, respondeu Trump, dando a entender que usaria seus poderes presidenciais para fechar a fronteira sul dos Estados Unidos com o México e expandir a perfuração de petróleo no país.

“Ele disse: ‘Você não vai ser um ditador, vai?’”, Trump continuou, referindo-se a Hannity. “Eu disse: ‘Não, não, não, exceto no primeiro dia. Vamos fechar a fronteira e perfurar, perfurar, perfurar. Depois disso, não serei um ditador’.”

Biden x Trump

Além disso, o ex-presidente sugeriu que quem abusa dos poderes presidenciais é o atual líder da Casa Branca, Joe Biden.

Continua após a publicidade

Em comunicado, a gerente de campanha de Biden, Julie Chavez Rodriguez, alertou que os comentários de Trump deveriam ser levados a sério.

“Donald Trump tem nos dito exatamente o que fará se for reeleito e esta noite disse que será um ditador no primeiro dia. Os americanos deveriam acreditar nele”, disse ela.

Caça às bruxas

Ao longo de toda a campanha, o ex-presidente americano alegou que os quatro diferentes processos criminais contra ele – dois em relação à tentativa de reverter os resultados da eleição de 2020, um a respeito do manuseio ilegal de documentos secretos e outro sobre pagamentos secretos feitos a uma ex-atriz pornô – mostram que Biden abusa do sistema de justiça federal para prejudicar seu principal rival político. Segundo ele, isso seria uma “caça às bruxas”.

Continua após a publicidade

Trump, por sua vez, prometeu processar Biden se ele vencer o pleito do ano que vem.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.