Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Tropas deixarão o país até o fim de 2011

Por Natalia Cuminale 25 ago 2008, 16h05

O primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, afirmou nesta segunda-feira que o Iraque chegou a um acordo com os Estados Unidos para a retirada das tropas estrangeiras do país até o fim de 2011. ¿Houve um acordo entre os dois lados de que não haverá soldados estrangeiros no Iraque depois de 2011″, afirmou o premiê em pronunciamento para líderes tribais na Zona Verde.

Segundo Maliki, o Parlamento de Bagdá ainda precisa aprovar a decisão. Ele garantiu que para assinar o acordo a soberania do Iraque teria de ser respeitada. O premiê também exigiu que o tratado incluísse uma data fixa para a retirada e não ¿qualquer data¿.

Embora o premiê tenha anunciado o acordo, o governo dos EUA disse que ainda não chegou a um consenso sobre a retirada de tropas. “O que os negociadores acertaram foi um esboço de acordo”, disse Robert Wood, porta-voz do Departamento de Estado. “Ainda tem de passar por vários níveis do sistema político iraquiano antes de termos um acordo de verdade”. Wood explicou que o acordo só estará fechado quando o presidente George W. Bush assinasse. Ele se recusou a comentar sobre a data divulgada por Maliki.

Não é novidade que a Casa Branca e o Iraque estejam chegando perto de uma solução. Na última sexta-feira, o jornal americano The New York Times noticiou que havia um suposto acordo entre as duas partes que previa a remoção de parte das tropas estrangeiras para junho do ano que vem. Segundo a reportagem, o restante dos soldados seria removido em 2011 caso as condições de segurança continuassem estáveis. Os Estados Unidos negaram a informação.

Continua após a publicidade
Publicidade