Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Triplo atentado suicida deixa 13 mortos na Nigéria

Três atentados suicidas mataram pelo menos 13 pessoas nesta quarta-feira em Chibok, no nordeste da Nigéria, mesma cidade onde o grupo extremista Boko Haram sequestrou mais de 200 estudantes de ensino médio em 2014. As explosões aconteceram por volta do meio-dia (9h em Brasília), contra uma feira nessa localidade no Estado de Borno.

Dez vítimas morreram no local, uma a caminho do hospital, e outras duas – uma mulher e uma criança – não resistiram aos ferimentos e morreram quando recebiam atendimento médico, relatou o assistente social Dazzban Buba, que participou do resgate às vítimas no hospital da cidade.

O primeiro atentado foi cometido por uma criança, e os outros dois, por mulheres, declarou Dazzba Buba. Segundo ele, além das treze vítimas fatais, trinta pessoas ficaram feridas, 21 em estado grave, e nove já deixaram o hospital. A maioria das vítimas sofreu queimaduras e fraturas.

A autoria do atentado não foi reivindicada, mas o Boko Haram, afiliado ao grupo Estado Islâmico (EI), costuma ter como alvo grandes aglomerações, como mercados, mesquitas, estações rodoviárias e pontos de controle civis e militares. As bombas foram acionadas com alguns minutos de intervalo.

Em visita ao Quênia, o presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, condenou a “cultura da intolerância, do ódio e das ideologias extremistas, que levam ao terrorismo”, sem se referir a Chibok diretamente.

Leia também:

Explosão de depósito de gás na Nigéria mata dezenas de pessoas

(Com AFP)