Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Três adolescentes são mortos após ameaças no Facebook

Assassinatos coincidem com publicação de lista com nome de 69 jovens

Três adolescentes colombianos foram mortos nos últimos dez dias em uma cidade do sudoeste da Colômbia após receberem ameaças na rede de relacionamentos Facebook. Antes dos assassinatos, foi publicada, no último dia 15, uma lista com nomes e apelidos de 69 jovens, dizendo que eles tinham três dias para deixar Puerto Asis ou, em caso contrário, seriam mortos.

As vítimas, entre 16 e 19 anos, foram mortas por um atirador na província de Putumayo, segundo a agência colombiana Colombia Reports. Diego Ferney Jaramillo e Eibart Alejandro Ruiz Munoz foram assassinados dois dias depois do aviso no Facebook, enquanto andavam de bicicleta em uma estrada entre Puerto Asis e Puerto Caicedo. Já o terceiro adolescente, Norbey Alexander Vargas, foi morto em 20 de agosto.

Volmar Perez, uma autoridade colombiana de direitos civis e humanos, informou à Colombia Reports que os assassinatos “coincidem com a publicação (no Facebook) de uma lista com nomes e apelidos de 69 adolescentes “. Perez ainda informou que as autoridades locais “inicialmente acharam que a lista era uma piada, e só convocaram uma reunião do conselho de segurança depois que uma segunda lista apareceu” na rede.

A polícia disse não saber quem postou as listas e por que os nomes estavam lá. “Ainda não está claro. Isso fará parte das investigações”, afirmou à rede CNN um porta-voz da polícia colombiana, Wilson Baquero. Oficiais suspeitam, porém, que os assassinatos foram promovidos por guerrilheiros das Farc ou pelo cartel do narcotráfico “Los Rastrojos”, ambos altamente ativos na região.

Os incidentes têm causado pânico em Puerto Asis, e alguns pais decidiram levar seus filhos para fora da cidade.