Clique e assine a partir de 9,90/mês

Tiroteio em San Bernardino, Califórnia, deixa ao menos 14 mortos

Por Da Redação - 2 dez 2015, 16h59

(Atualizado às 21h57)

Um tiroteio em um centro de serviço social na cidade de San Bernardino, no estado americano da Califórnia, deixou ao menos 14 mortos na tarde dessa quarta-feira. Outras 17 pessoas feridas foram levadas para hospitais da cidade.

O Departamento de Polícia de San Bernardino acredita que até três atiradores participaram do ataque. Durante algumas horas, a polícia realizou buscas a um veículo preto modelo SUV que, segundo relatos de testemunhas, foi usado pelos atiradores na fuga. A cerca de três quilômetros de local do massacre, o veículo foi encontrado e um agressor foi morto pela polícia. Não há informações sobre o paradeiro dos outros atiradores.

Leia também:

Continua após a publicidade

Venda de armas nos EUA bateu recorde na Black Friday

Menina de 6 anos se mata com arma que encontrou no sofá de casa

Polícia identifica vítimas de tiroteio em clínica de aborto dos EUA

Vicki Cervantes, porta-voz do Departamento de Polícia de San Bernardino, disse ao jornal Los Angeles Times que os atiradores estavam fortemente armados e “possivelmente usando coletes à prova de balas”.

Continua após a publicidade

Um esquadrão antibombas foi chamado ao local do massacre para detonar um dispositivo suspeito encontrado em uma das salas do complexo. Agentes do FBI também estão no local para investigar o caso, mas ainda não há motivação conhecida. “Não sabemos se este é um ato terrorista”, resumiu em entrevista coletiva David Bowdich, do FBI em Los Angeles. A polícia trata o caso como “terrorismo doméstico”.

San Bernardino é uma cidade de pouco mais de 200.000 habitantes, localizado a quase 100 quilômetros de Los Angeles. O Inland Regional Center, onde ocorreu o massacre, atende portadores de deficiência e pessoas com necessidades especiais.

(Da redação)

Publicidade