Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Talibã é acusado de matar 20 civis no Vale Panjshir

Uma das vítimas foi identificada como um comerciante detido por vender chips de celular sem autorização

Por Da Redação 14 set 2021, 10h33

O Talibã foi acusado de matar ao menos 20 civis no Vale Panjshir. A região foi a última a ser conquistada pelo grupo extremista, após semanas de resistência das organizações rebeldes locais.

Uma das mortes foi flagrada em vídeo. A filmagem divulgada pela emissora britânica BBC mostra um homem vestido em fardas militares sendo cercado por soldados talibãs em uma estrada de terra. Após o som de disparos, o afegão despenca no chão. Apesar do traje, moradores da região insistiram que se trata de um civil.

Ainda de acordo com o canal de televisão, pelo menos outros 19 incidentes similares foram registrados nos últimos dias em Panjshir. Outra vítima foi identificada como um comerciante e pai de dois filhos chamado Abdul Sami. Ele foi detido acusado de vender chips de celular sem autorização. Seu corpo foi largado perto de casa dias mais tarde e mostrava sinais de tortura, segundo testemunhas.

O Vale Panjshir foi o último ponto de resistência contra o Talibã no Afeganistão. Grupos rebeldes lutaram por dias após a tomada de Cabul para impedir o controle dos extremistas, mas no dia 6 de setembro os jihadistas proclamaram sua vitória na região.

Os talibãs negam ter como alvo os civis, mas nas últimas semanas notícias de um massacre de membros da minoria Hazara e de incidentes isolados envolvendo jornalistas, ativistas e ex-funcionários do governo americano foram divulgadas.

Continua após a publicidade

Publicidade