Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Sydney retoma uso de máscaras para conter variante Delta da Covid-19

Medida imposta pelo estado de Nova Gales do Sul acontece um dia depois de governo nacional limitar campanha de vacinação

Por Da Redação 18 jun 2021, 16h38

O estado australiano de Nova Gales do Sul, onde fica Sydney, retomou nesta sexta-feira, 18, a obrigatoriedade de máscaras no transporte público, em meio a temores envolvendo a expansão da variante Delta do coronavírus.

A decisão aconteceu um dia após o governo do país limitar a aplicação da vacina da AstraZeneca apenas para maiores de 60 anos devido aos casos raros de coágulos sanguíneos associados ao imunizante da farmacêutica. Desde o início da vacinação foram aplicadas mais de 3,3 milhões de doses do antígeno desenvolvido pelo laboratório anglo-sueco. Contudo, o país também registrou sessenta casos desses coágulos, incluindo duas mortes.

Em entrevista coletiva em Sydney, a premiê do estado, Gladys Berejiklian, afirmou que, “pelos próximos cinco dias, queremos que todos usem máscaras no transporte público para garantirmos que, caso o vírus esteja circulando, ele não se espalhe”.

“Se você for a um local fechado, use máscara (…) Não é compulsório, mas estamos recomendando isso, especialmente se você não puder garantir distanciamento social”, acrescentou.

Segundo autoridades locais, a decisão do governo de Nova Gales do Sul foi tomada após a detecção de que uma quarta pessoa foi infectada pela variante, altamente transmissível. A variante Delta, antiga B.1.617.2, foi identificada pela primeira vez na Índia.

Continua após a publicidade

Os casos mais recentes, os primeiros no estado em mais de um mês, foram rastreados a um motorista que ocasionalmente transportava funcionários de companhias aéreas que chegavam do exterior.

Apesar da medida, todos os eventos planejados ao ar livre, com planos de segurança contra a Covid-19, vão seguir como planejados no estado.

Através de duras regras de distanciamento social, lockdowns e controle de fronteiras internas, a Austrália conseguiu manter os números de Covid-19 relativamente baixos. Desde o início da pandemia, 30.302 casos de Covid-19 foram registrados no país, com um total de 910 mortes.

Embora casos locais não tenham sido relatados no país por diversos dias durante este ano, a campanha nacional de vacinação sofreu fortes obstáculos. A decisão de limitar a aplicação da vacina da AstraZeneca pode desacelerar um processo já lento, à medida que a Austrália depende de outros países para doses da Pfizer, enquanto as doses da AstraZeneca são produzidas dentro do país.

Até o momento, a Austrália já aplicou 6,2 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus em sua população, o equivalente a 20,8% dos australianos. Desde o início da pandemia, 30.302 casos de Covid-19 foram registrados no país, com um total de 910 mortes. 

Continua após a publicidade
Publicidade