Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Sobreviventes do massacre na Noruega voltam à ilha de Utoya

Por Cornelius Poppe 20 ago 2011, 12h03

Centenas de sobreviventes recordaram neste sábado como nadaram até a outra margem ou se esconderam no mato em 22 de julho para se salvar do massacre realizado na ilha norueguesa de Utoya pelo extremista de direita Anders Breivik, que matou 69 jovens militantes do Partido Trabalhista.

Anders Behring Breivik confessou ter realizado o duplo ataque, as explosões em Oslo e a matança na ilha, que deixou 77 mortos ao todo. Seu objetivo era realizar uma Cruzada contra o Islã e o multiculturalismo na Europa.

Na sexta-feira, a polícia da Noruega pediu o prolongamento por mais quatro semanas do isolamento total de Breivik.

No dia 25 de julho, o mesmo tribunal de Oslo decidiu manter Anders Breivik em prisão provisória por um período (renovável) de oito semanas, as quatro primeiras seriam de isolamento total.

Ele está atualmente detido em uma prisão de alta segurança próxima a Oslo.

Continua após a publicidade
Publicidade