Clique e assine com 88% de desconto

Sobe para nove o número de mortos por surto de coronavírus na China

Doença já infectou mais de 400 pessoas; casos também foram registrados na Coreia do Sul, Tailândia, Japão e Estados Unidos

Por Da Redação - 22 jan 2020, 10h32

O número de mortes causadas pelo surto de uma mutação do coronavírus na China subiu para nove nesta quarta-feira. O governo chinês informou que 440 pessoas foram infectadas até agora. Casos da doença também foram registrados na Coreia do Sul, na Tailândia, no Japão e nos Estados Unidos.

Li Bin, vice-ministro da Comissão Nacional da Saúde, disse que o vírus “pode sofrer mutações e se espalhar mais facilmente”. Bin também anunciou novas medidas de prevenção, como a desinfecção de aeroportos, estações de trens e shoppings centers.

O surto começou em um mercado de peixes na cidade de Wuhan e, na terça-feira, o governo chinês confirmou que o vírus pode ser transmitido de pessoa para pessoa pelo ar. Inicialmente, pensava-se que o contágio acontecia apenas através de animais infectados.

Há a possibilidade de que o vírus cause uma pandemia. Na terça-feira, um homem foi diagnosticado com a doença em Washington, a capital dos Estados Unidos. Os governos de diversos países, que esperam receber milhares de chineses nos próximos dias por causa do feriado de Ano Novo Lunar, começaram a preparar seus aeroportos e aumentar sua fiscalização.

Publicidade

Para os brasileiros que vão à China nos próximos dias, o Itamaraty divulgou uma lista de procedimentos para evitar o contágio. Entre eles estão hidratar-se, ficar em ambientes arejados e intensificar a higiene. Já o Ministério da Saúde notificou os aeroportos brasileiros a elevar a fiscalização.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) se reunirá nesta quarta-feira em caráter de emergência para determinar se deve declarar uma “emergência de saúde pública de alcance internacional”.

A doença ocorre a partir de uma mutação de um vírus da família coronavírus, que é responsável por uma gama de doenças virais, mas que geralmente circulam somente em animais. Os infectados sofrem com pneumonia viral, febre, falta de ar e dor no peito.

A pneumonia misteriosa traz lembranças de outra epidemia na Ásia, em 2002, quando 800 pessoas morreram e outras milhares foram contaminadas devido ao vírus da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars).

Publicidade