Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Snowden ganha permissão de residência na Rússia por três anos

Além de morar, o ex-analista de inteligência americano poderá trabalhar no país. Se o americano ficar por cinco anos na Rússia, poderá pedir cidadania russa

O ex-analista da Agência de Segurança Nacional americana (NSA, na sigla em inglês), Edward Snowden, recebeu uma permissão de residência na Rússia com duração de três anos, informou nesta quinta-feira seu advogado russo, Anatoly Kucherena. Com essa permissão, além de morar, Snowden poderá trabalhar legalmente na Rússia. O prazo de três anos começou a contar a partir do dia 1º de agosto, detalhou Kucherena.

O ex-analista, que tinha solicitado no mês passado a renovação de seu asilo político temporário na Rússia, poderia tentar obter a cidadania russa após viver neste país durante cinco anos consecutivos, acrescentou o advogado. Segundo a legislação russa, a permissão de residência pode ser prorrogada de forma ilimitada se não houver modificações nas circunstâncias que motivaram sua concessão.

Leia também

Putin com leopardo e Obama com poodle: provocação russa

Comissão independente diz que grampos da NSA são legais

Diretor da NSA: ‘estragos’ causados por Snowden podem ser revertidos

Snowden chegou a Moscou no dia 23 de junho de 2013, foragido da Justiça dos Estados Unidos, após admitir que era a fonte das escandalosas revelações publicadas pelos jornais The Guardian e Washington Post sobre uma rede de espionagem em massa das comunicações em nível internacional conduzida pelo governo dos Estados Unidos. Sem documentos de viagem, o ex-agente da NSA chegou ao aeroporto moscovita de Sheremetievo com a intenção de se dirigir a algum país latino-americano, mas foi obrigado a permanecer na zona de trânsito do aeroporto, de onde pediu asilo para 21 países.

Quatro latino-americanos se ofereceram para recebê-lo: Equador, Bolívia, Nicarágua e Venezuela, mas devido à impossibilidade de viajar, a Rússia finalmente lhe concedeu asilo no dia 1º de agosto, após cinco semanas no aeroporto da capital do país. Em paradeiro secreto desde que obteve o asilo, uma das primeiras atividades conhecidas de Snowden foi uma reunião em Moscou com outros responsáveis por divulgar informações de atividades ilegais. O encontro foi divulgado pelo site Wikileaks, que esteve ao lado de Snowden ao longo de todo o seu processo de fuga da Justiça americana.

Leia mais

Livro sobre Snowden começa como thriller e termina em manifesto

(Com agência Reuters)