Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Site islamita ameaça Alemanha com novo matador jihadista

Um comunicado divulgado nesta quarta-feira, em um site geralmente utilizado pela Al-Qaeda, ameaçou a Alemanha com ataques cometidos por “outro Mohamed Merah” no coração de Berlim, caso uma islamita não seja libertada.

A declaração, que não foi assinada, reitera a exigência feita no final de março pela Al-Qaeda do Magreb Islâmico (AQMI), que anunciou ter sequestrado um engenheiro alemão na Nigéria em 25 de janeiro e exigiu, em troca, a libertação de uma mulher “muçulmana” presa na Alemanha.

O texto foi endereçado “à velha (Angela) Merkel” com um pedido para “que aprenda com o que aconteceu na França (…) e liberte imediatamente Oum Seif Allah al-Ansariya, antes de ser surpreendida por um novo Mohamed Merah no coração de Berlim”.

O comunicado foi postado no site Shumukh al-Islam, um importante fórum na internet que veicula a propaganda da Al-Qaeda, e que ficou inacessível durante vários dias, provavelmente devido a um ataque cibernético, de acordo com analistas.

Mohamed Merah semeou o terror na França ao atirar contra sete pessoas entre 11 e 19 de março, antes de ser morto. Entre as vítimas estavam três crianças e um professor de uma escola judaica de Toulouse.

“Mohamed Merah não está morto, ele está na Alemanha, na Grã-Bretanha, na América e em todos os países que são hostis ao Islã e aos muçulmanos”, afirma o comunicado.

Ele aconselha a chanceler alemã a “aproveitar a oportunidade oferecida pelos leões da AQMI e trocar seu refém alemão por Oum Seif”, antes que “seja tarde demais”.