Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Síria suspende sua adesão à União pelo Mediterrâneo

A Síria anunciou nesta quinta-feira a suspensão de sua adesão à União pelo Mediterrâneo (UPM), com sede em Barcelona, replicando assim as sanções da União Europeia (UE) contra Damasco.

“A Síria suspende sua adesão à União pelo Mediterrâneo, como resposta às injustificadas medidas europeias contra o povo sírio”, segundo um comunicado divulgado pela agência oficial Sana.

Os ministros das Relações Exteriores da UE decidiram nesta quinta-feira endurecer suas sanções econômicas contra a Síria, em particular nos setores das finanças, petróleo e gás, informou uma fonte diplomática.

Em um informe divulgado recentemente, investigadores designados pelas Nações Unidas afirmaram que militares e forças de segurança na Síria cometeram crimes contra a humanidade durante a repressão das manifestações contra o regime.

A Liga Árabe impôs no dia 27 de novembro graves sanções econômicas contra Damasco para obrigar o regime de Bashar al-Assad a deter a sangrenta repressão da revolta popular, que desde março deixou 4.000 mortos, segundo a ONU.

A UPM foi criada em 2008 impulsionada pela França, então presidente da UE, com base no Processo de Barcelona para o diálogo “euromediterrâneo” promovido pela Espanha em 1995.