Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Serviço secreto de Israel emite alerta de atentados

País pede que israelenses não toquem em objetos suspeitos, não aceitem nada de desconhecidos e estejam atentos às instruções dos organismos de segurança locais

O serviço secreto e o escritório de luta antiterrorista de Israel emitiram nesta sexta-feira um alerta generalizado que indica a possibilidade de atentados. Os órgãos pediram aos israelenses que tenham cautela em qualquer lugar do mundo. O alerta foi divulgado por conta de informações recolhidas nos interrogatórios de suspeitos de cometer atentados, nesta semana, contra diplomatas do país na Tailândia e na Índia, informou o jornal israelense Yedioth Ahronoth.

“É importante que todos saibam que estamos diante de uma série de atentados”, disse uma fonte dos serviço secretos ao jornal. Em Nova Délhi, na Índia, a mulher de um diplomata israelense ficou ferida no início desta semana em um ataque a bomba contra seu carro, enquanto em Bangcoc, na Tailândia, o crime foi evitado pelos serviços de segurança após um artefato ter explodido numa casa alugada por dois suspeitos. Também foi registrada outra tentativa de atentado em Tbilisi, capital da Geórgia, onde o motorista do embaixador israelense notou um objeto suspeito encostado no carro.

Israel acusou o Irã e o movimento xiita libanês Hezbollah de estarem por trás desses ataques e de outras tentativas de atentados perpetradas no mês passado, mas Teerã negou participação nesses incidentes, assim como o Hezbollah. Segundo fontes de segurança israelenses, as bombas utilizadas foram fabricadas num mesmo laboratório em Teerã e dois dos detidos em Bangcoc possuem nacionalidade iraniana.

O escritório de luta antiterrorista de Israel, responsável por emitir esse tipo de alerta, não mencionou nenhum país em especial e pediu a todos os israelenses no exterior que não toquem em objetos suspeitos, não aceitem nada de desconhecidos e estejam atentos às instruções dos organismos de segurança locais. O alerta também foi dirigido a organizações judaicas no mundo inteiro. Na quarta-feira, o governo dos Estados Unidos pediu aos grupos judeus em todo o país que adotem medidas de segurança.

(Com agência EFE)