Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sérvia identifica como refugiado um dos suspeito de ataques

Ahmed Almuhamed entrou na Grécia em 3 de outubro. Seu passaporte foi localizado na capital francesa depois dos ataques desta sexta-feira

A Sérvia apontou um dos suspeitos dos ataques de Paris como um refugiado que entrou no país no último dia 7 de outubro e pediu asilo, informou neste domingo a agência Tanjung, citando fontes do Ministério do Interior. De acordo com o jornal sérvio Blic, o refugiado se chamava Ahmed Almuhamed. O governo do país não confirma a identidade, mas afirma que os dados desse indivíduo coincidem com os de um refugiado que entrou na Grécia em 3 de outubro e cujo passaporte foi achado na capital francesa depois dos ataques.

A informação da Tanjug acrescenta que se trata de uma pessoa procurada pela Interpol e que o Ministério do Interior sérvio está coordenando a investigação com as forças de segurança da França. O jornal sérvio divulgou também a fotografia do passaporte do suspeito e indicou que tinha 25 anos e entrou na Grécia pela ilha de Leros. As autoridades gregas confirmaram ontem que o passaporte sírio achado em um dos locais dos atentados cometidos na sexta-feira, em Paris, foi registrado no último dia 3 de outubro, em Leros.

O Blic assegura que Almuhamed passou na fronteira sérvia por uma revista e que, embora tenha pedido formalmente asilo na Sérvia, logo prosseguiu seu caminho rumo à Croácia. A emissora croata RTL afirmou neste sábado que essa pessoa foi registrada em outubro no campo de refugiados de Opatovac, perto da fronteira sérvia, e que, depois, seguiu viagem em direção à Hungria e à Áustria. O Ministério do Interior da Áustria não confirma essas informações.

(Com a agência EFE)