Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Secretário-geral da ONU liga para Dilma

Ban Ki-moon cumprimentou eleição da presidente, que já recebeu convite para visitar 50 países

Por Luciana Marques 3 jan 2011, 19h46

A presidente Dilma Rousseff recebeu ligação na tarde desta segunda-feira do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que a cumprimentou pela eleição. O Brasil vai assumir a presidência rotativa do Conselho de Segurança do órgão em fevereiro.

Dilma informou ao secretário que levará ao conselho os temas de segurança e desenvolvimento – sugestão aprovada por Ban Ki-moon, segundo o ministro para Assuntos Internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia. “É um tema que nos é muito caro, que vem ocupando um lugar importante na política externa brasileira nos últimos tempos”, avaliou Garcia.

Dilma pediu a Ban Ki-moon que as Nações Unidas instalem uma escola específica sobre questões de segurança e desenvolvimento social no Brasil. “Nós achamos que não se pode pensar em segurança separadamente do desenvolvimento, ainda que cada um tenha sua especificidade, a política não só externa como interna do governo brasileiro tem enfatizado muito isso”, declarou o ministro de Assuntos Internacionais.

O secretário-geral elogiou ainda o papel do Brasil na reconstrução do Haiti e no comando da Minustah. A conversa com Dilma durou cerca de 15 minutos. A presidente falou em inglês em alguns momentos e, em outros, foi auxiliada por um intérprete.

Viagens – Dilma Rousseff já recebeu convites para visitar 50 países. As primeiras viagens da presidente serão para Argentina, Uruguai, Estados Unidos e China. Ela também deve participar da 3ª Reunião de Países Árabes e da América Latina, no Peru. O encontro será entre 13 e 16 de fevereiro.

A presidente também prometeu visitar a Bulgária entre julho e setembro, após encontrar-se com o primeiro-ministro do país, Boyko Borisov.

Continua após a publicidade

Publicidade