Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Romney espera confirmar favoritismo em Nevada

O republicano Mitt Romney espera vencer o principal rival Newt Gingrich neste sábado em Nevada (oeste dos Estados Unidos) para confirmar assim a posição de favorito do partido para enfrentar presidente Barack Obama na eleição presidencial de novembro.

Apesar das polêmicas declarações durante a semana sobre os americanos mais pobres, o ex-governador de Massachusetts, 64 anos, tem uma vantagem de 20 a 25 pontos sobre os opositores, de acordo com as pesquisas, em Nevada, primeiro estado do oeste americano a participar nas primárias republicanas.

Mas nenhum dos três rivais – especialmente o mais forte, Newt Gingrich – parecem dispostos a abandonar a campanha e já se preparam para a próxima etapa, no Colorado, também no oeste.

A incógnita da votação deste sábado não é saber se Mitt Romney vencerá, mas sim a vantagem que conseguirá em Nevada.

Em um estado com muitos mórmons, a religião de Romney, os analistas consideram que receber menos de 50% dos representaria um fracasso.

Romney espera obter a terceira vitória sobre Newt Gingrich, depois dos triunfos em New Hampshire e Flórida.

Mas uma série de deslizes prejudicaram sua campanha esta semana, principalmente depois que afirmou que não fará nada “pelos americanos mais pobres”, que segundo ele já contam com “uma rede de segurança” nos Estados Unidos.

O pré-candidato tentou retificar a frase, ao admitir que se expressou mal, mas Gingrich aproveitou para reforçar as críticas a Romney.

Romney também provocou certo alvoroço com a divulgação de sua última declaração de impostos, na qual há a informação de que ganhou 20 milhões de dólares graças a seus investimentos em 2010. Ele pagou 13,9% em impostos sobre os ganhos, muito menos que a média dos trabalhadores americanos.