Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ricky Martin sobre Trump: ‘Só fala barbaridades e mentiras’

''Em que momento ele assume que pode fazer comentários racistas, absurdos e ignorantes sobre nós, os latinos?', questiona o cantor porto-riquenho em um comunicado

O cantor Ricky Martin criticou nesta quinta-feira o pré-candidato republicano Donald Trump pelo desentendimento entre o magnata e o jornalista de origem mexicana da emissora Univisión, Jorge Ramos, assegurando que as intenções políticas do bilionário são “dizer basicamente barbaridades e mentiras”. “O fato de um indivíduo como Donald Trump, candidato à Presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano, ter a petulância de continuar provocando gratuitamente a comunidade latina me ferve o sangue”, disse o cantor porto-riquenho em comunicado, de acordo com reportagem do jornal The Washington Post.

Ramos, considerado um dos jornalistas mais influentes dos EUA, foi expulso por um membro da segurança de Trump durante uma entrevista coletiva na noite de terça-feira em Dubuque, em Iowa, ao tentar pedir detalhes de seu plano sobre a imigração. “O episódio contra o jornalista Jorge Ramos, um dos latinos mais queridos e respeitados pela imprensa mundial, chegou ao ponto do basta”, reiterou Martin.

Leia também

Donald Trump expulsa jornalista latino de entrevista coletiva

Trump amplia vantagem entre republicanos; Jeb Bush cai para terceiro

Jeb Bush: Construir muro na fronteira dos EUA com o México “não é realista”

Trump, que no dia em que anunciou sua candidatura à Presidência dos EUA, chamou os imigrantes ilegais mexicanos de “estupradores” e “narcotraficantes”, propõe deportar as 11 milhões pessoas que estão em situação irregular no país e construir um muro ao longo da fronteira com o México. “Em que momento esse personagem assume que pode fazer comentários racistas, absurdos e, sobretudo, incoerentes e ignorantes sobre nós, os latinos?”, questionou Martin. “Desde o início a intenção era transparente: dizer basicamente barbaridades e mentiras para permanecer relevante perante a opinião pública por votos ou simplesmente para se manter no radar midiático”, completou o cantor.

O vídeo da expulsão divulgado em redes sociais mostra Ramos, de origem mexicana, detido no lado de fora da sala da entrevista, enquanto um homem não identificado gritava: “Volte ao seu país!”. Ramos possui dupla cidadania mexicana e americana. Posteriormente, o chefe de imprensa de Trump, Hope Hicks, convidou Ramos a retornar à entrevista coletiva para realizar sua pergunta, respondida pelo pré-candidato republicano, favorito nas pesquisas, sem dar detalhes específicos.

(Da redação)

Vídeo: Trump expulsa jornalista de coletiva