Clique e assine a partir de 9,90/mês

Reunião na ONU para desbloquear bens congelados da Líbia

Por Filippo Monteforte - 24 ago 2011, 18h31

Os Estados Unidos negociavam nesta quarta-feira para que o Conselho de Segurança da ONU pressionasse a África do Sul a aceitar o desbloqueio de 1,5 bilhão de dólares de bens líbios congelados para pagar a ajuda humanitária de emergência ao país, informaram diplomatas.

O Conselho de Segurança reuniu-se para tratar das ajudas à Líbia, e diplomatas americanos disseram que se não houver um acordo sobre a liberação do dinheiro, buscarão submeter a questão a uma votação entre os 15 membros do Conselho em 48 horas.

Esses bens foram congelados no dia 26 de fevereiro por uma resolução da ONU que impôs severas sanções a Muamar Kadhafi, sua família e pessoas próximas, em resposta à brutal repressão contra a oposição líbia.

Os diplomatas disseram que a Áfria do Sul queria esperar o fim de uma cúpula da União Africana na quinta e na sexta-feira para tomar decisões sobre as medidas para ajudar a Líbia.

Continua após a publicidade

A África do Sul tem bloqueado no comitê de sanções da ONU a flexibilização das medidas adotadas contra o regime líbio.

Os Estados Unidos pediram permissão primeiro à comissão para enviar 1,5 bilhão de dólares em ativos congelados ao governo de transição dos rebeldes líbios no dia 8 de agosto, disse à AFP um diplomata ocidental que falou sob condição de anonimato.

“Agora é urgente. Este dinheiro é necessário para o combustível para os geradores nos hospitais, usinas de dessalinização e outras instalações que podem deixar de funcionar em dias”, disse o diplomata.

Publicidade