Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Resgate dos corpos entre escombros do avião demorará dias

Autoridades que sobrevoaram o local do acidente nos Alpes afirmaram que o Airbus A320 se desintegrou e os corpos e detritos estão espalhados em uma área de difícil acesso

As autoridades francesas acreditam que demorará dias para recuperar os corpos das vítimas do avião que caiu nesta terça-feira nos Alpes franceses, já que os restos mortais estão espalhados e em local de difícil acesso. “Pode demorar vários dias para evacuar os corpos da região do acidente”, declarou ao jornal local Haute Provence Info o tenente-coronel da polícia, Jean-Pierre Bloy.

O militar explicou que “há uma dúzia de destroços grandes, os demais estão muito fragmentados e espalhados” em uma área “de aproximadamente um hectare”. Fontes da polícia de Seyne-Les-Alpes, cidade próxima ao lugar onde o Airbus A320 operado pela companhia alemã Germanwings caiu, com 150 pessoas a bordo, disseram que “é muito complicado chegar ao local e o acesso só é possível com helicóptero”. As condições meteorológicas pioram cada vez mais e vai escurecer em breve, dificultando a operação.

Leia também

Avião com 150 pessoas a bordo cai no sul da França

Merkel diz que está consternada; rei da Espanha cancela visita à França

França não descarta nenhuma hipótese em acidente, incluindo o terrorismo

EUA não veem indícios de terrorismo no acidente com Airbus

O deputado da região dos Alpes-de-Haute-Provence Christophe Castaner, que sobrevoou o local de helicóptero com o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, afirmou que o avião está destruído. “Sobrevoei o local do acidente e é um horror. O avião está totalmente destruído. Tristeza. Imagens espantosas nesta paisagem de montanha. Não há nada além de destroços e corpos”‘, escreveu em francês o político no Twitter.

O presidente do conselho geral da região dos Alpes de Haute Provence, Gilbert Sauvan, relatou que os destroços do A320 se espalham por um raio de 100 metros a 200 metros. Segundo ele, tudo está pulverizado e os destroços maiores têm o tamanho de um carro pequeno. Sauvan disse que ninguém pode acessar o local por terra, mas helicópteros conseguiram levar 500 bombeiros e policiais para a região.

Leia mais

Airbus A320 já sofreu muitos acidentes

O executivo-chefe da Germanwings, Thomas Winkelmann, declarou, em coletiva de imprensa, que o avião chegou a uma altitude de 38.000 pés (cerca de 11.500 metros) às 10h45 (horário local), ou 44 minutos após a decolagem de Barcelona rumo a Dusseldorf, e um minuto depois começou uma descida de oito minutos antes de cair. Segundo ele, o piloto do avião tinha mais de dez anos de experiência na empresa e na Lufthansa e o A320 foi entregue à companhia em 1991.

(Da redação)