Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Reforma da saúde proposta por Obama é aprovada pela Câmara

Por Da Redação 8 nov 2009, 08h59

Depois de doze horas de debate em sessão extraordinária, a Câmara dos Deputados dos Estados Unidos aprovou, na madrugada deste domingo, a reforma na área de saúde do presidente Barack Obama – uma das principais apostas de seu governo. O projeto de lei que pretende estabelecer um sistema de saúde quase total é inédita no país.

“Em uma votação histórica, a Câmara aprovou um projeto de lei que finalmente cumprirá a promessa de cobertura de saúde de qualidade a preços acessíveis para o povo americano”, declarou Obama, que disse estar confiante de que a sanção ocorra ainda em 2009.

Apesar da maioria democrata, o resultado não foi tão fácil quanto se poderia esperar. O projeto foi aprovado por 220 votos – somente dois a mais do que o necessário. Apertado ou não, o resultado foi muito comemorado pelos democratas, após o anúncio oficial da votação, acompanhado de um largo sorriso, feito pela presidente da Câmara, Nancy Pelosi.

Para Obama, a votação prepara terreno para a batalha também dura que enfrentará agora no Senado, onde ocorre a próxima votação e os líderes democratas têm se esforçado para obter o mínimo de 60 votos. “O Senado dos Estados Unidos deve acompanhar e aprovar a sua versão desta lei. Confio completamente que ele vai, e esperamos assinar o projeto de reforma global do seguro de saúde no final do ano”, destacou.

O projeto prevê transformar em lei a obrigatoriedade de que 96% dos americanos tenham seguro de saúde, número nunca atingido. O plano deverá ser aplicado em dez anos e terá um custo de 1,1 trilhão de dólares.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade