Clique e assine a partir de 9,90/mês

Rebeldes e leais a Kadafi se enfrentam no leste da Líbia

Ajdabiya e Brega, cidades nas mãos dos opositores, foram alvos dos ataques

Por Da Redação - 2 mar 2011, 11h24

Após enviar forças militares para a fronteira oeste da Líbia, na terça-feira, o ditador Muamar Kadafi ordenou contra-ataques no leste do país. Diversas cidades da região foram tomadas por rebeldes durante a revolta popular contra o regime, que já dura quase duas semanas. Segundo emissoras de televisão locais, os defensores de Kadafi atacaram nesta quarta-feira Ajdabiya e Brega, duas cidades que estão nas mãos dos opositores.

A TV saudita Al Arabiya informou que a localidade de Brega foi alvo de “bombardeios esporádicos” e que um aeroporto na área foi tomado por forças defensoras do regime. Segundo a rede televisiva, 14 pessoas foram mortas na cidade. Após o confronto, os rebeldes líbios teriam retomado o controle de um importante terminal de exportação de petróleo.

De acordo com a rede de televisão catariana Al Jazira, as forças rebeldes derrubaram um avião militar das brigadas leais a Kadafi na cidade vizinha Ajdabiya, no nordeste da Líbia. Conforme o canal, o avião foi derrubado enquanto bombardeava a cidade em um ataque relâmpago. Ajdabiya fica a 200 quilômetros ao oeste de Bengasi, a segunda maior cidade do país, em poder das forças rebeldes.

“Vamos pedir ajuda externa, provavelmente ataques aéreos em pontos estratégicos que colocarão um prego no caixão de Kadafi”, disse Mustafa Gheriano, em nome da Coalizão 17 de Fevereiro. “Eles tentaram retomar o controle de Brega nesta manhã, mas fracassaram. A cidade está novamente em mãos dos revolucionários. Kadafi está tentando criar todo o tipo de guerra psicológica para deixar essas cidades à margem”, disse Gheriano.

Continua após a publicidade

Quanto à Ajdabiyah, Gheriano afirmou que a cidade está “basicamente estável”. “Nosso povo está se agrupando para agir contra qualquer grande ataque. Por hora, ainda são apenas ataques relâmpagos.”

Na terça-feira, Kadafi deslocou forças de segurança para a fronteira oeste, onde ainda resiste à pressão dos opositores, que já tomaram a maior parte do leste do país. As investidas aconteceram pouco menos de doze horas depois que os Estados Unidos anunciaram estar enviando navios de guerra e sua força aérea para perto da Líbia. Mais duas embarcações americanas estão a caminho da região nesta quarta.

(Com agências Reuters e EFE)

Publicidade