Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rebeldes dizem ter derrubado helicóptero em Damasco

Mais 14 corpos são encontrados após massacre que matou 320 pessoas

Os rebeldes sírios afirmaram nesta segunda-feira ter derrubado um helicóptero do regime de Bashar Assad em Damasco, após um massacre do Exército que matou ao menos 320 pessoas nos últimos dias. Além disso, o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) anunciou que foram encontrados mais 14 corpos em Daraya, uma cidade sunita nas proximidades da capital síria, onde os cadáveres foram encontrados.

Leia também:

Leia também: Assad vai derrotar ‘complô internacional’ a qualquer preço

Entenda o caso

  1. • Na onda da Primavera Árabe, que teve início na Tunísia, sírios saíram às ruas em 15 de março de 2011 para protestar contra o regime de Bashar Assad.
  2. • Desde então, os rebeldes sofrem violenta repressão pelas forças de segurança, que já mataram milhares de pessoas no país.
  3. • A ONU alerta que a situação humanitária é crítica e investiga denúncias de crimes contra a humanidade por parte do regime.

Leia mais no Tema ‘Guerra Civil na Síria’

A oposição denunciou um novo “massacre abjeto do regime” e divulgou vídeos na internet que mostram dezenas de corpos no chão, perto de uma mesquita, ou em uma vala comum. O governo de Bashar Assad afirmou em uma nota da agência Sana que as Forças Armadas “limparam” Daraya dos “terroristas mercenários que cometeram crimes contra os habitantes da localidade, os aterrorizaram e destruíram os bens públicos e privados”.

O helicóptero do regime foi derrubado perto de uma mesquita no bairro de Qabun, zona leste de Damasco. “Foi uma vingança pelo massacre de Daraya”, disse Omar al-Qabuni, porta-voz da brigada rebelde de Badr. A televisão síria anunciou a queda do helicóptero, mas não divulgou detalhes.

(Com agência France-Presse)