Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Quem é Ri Chun Hee, a voz oficial da Coreia do Norte?

A chefe de bancada da emissora estatal anuncia os feitos militares do regime de Kim Jong-un desde 1971

Quando a Coreia do Norte tem um grande anúncio, Ri Chun Hee é sempre escolhida para transmiti-lo à população local e ao mundo. A apresentadora do telejornal oficial da Korean Central Television, a emissora estatal, é uma das personalidades mais conhecidas da televisão norte-coreana.

Hee anunciou a realização de todos os últimos lançamentos de mísseis de Kim Jong-un. Com sua voz estrondosa e cheia de entusiasmo, comunicou ao mundo nesta semana que a Coreia do Norte havia realizado um teste bem-sucedido com uma bomba de hidrogênio.

Em frente a um plano de fundo que exibe o Monte Paektu, vulcão na fronteira com a China que é símbolo do nacionalismo local, Ri anunciou com um grande sorriso no rosto o último “sucesso perfeito” de Kim Jong-un. “O teste marcou um momento muito significativo na realização de nosso objetivo final de alcançar a força nuclear”, disse, usando um típico traje sul-coreano rosa conhecido como hanbok.

A última aparição de Ri Chun Hee foi mais um marco em sua notável carreira na televisão. Com 74 anos, trabalha na bancada da KCTV desde 1971. Ao longo de várias décadas, resistiu a muitas mudanças políticas e armadilhas que acabaram com as carreiras de muitos de seus colegas. Sua interpretação melodramática dos anúncios ganhou a admiração de Kim Jong-un, essencial para sua sobrevivência dentro do brutal regime.

Ri nasceu em uma família pobre em Tongchong, no sudeste da Coreia do Norte, e estudou atuação na Universidade de Teatro de Pyongyang. Foi promovida a apresentadora chefe do noticiário da emissora estatal apenas três anos após se juntar à KCTV.

Hee raramente abandona os trajes cor de rosa e seu estilo combativo, embora tenha chorado no ar ao anunciar as mortes do primeiro líder norte-coreano, Kim Il-sung, e de seu filho, Kim Jong-il. Apesar de ter se aposentado oficialmente em 2012, Ri ainda retorna à televisão para anúncios militares importantes. Atualmente, passa a maior parte do tempo treinando novos apresentadores.

Segundo o jornal The Guardian, um perfil publicado pela revista estatal Chosun Monthly em 2009 revelou que a apresentadora hoje vive uma vida de luxo em Pyongyang, ao lado de seu marido, filhos e netos. “[A voz dela] passou a ter um apelo, de modo que sempre que ela apresenta as notícias, os espectadores são tocados”, dizia a revista. “Quando Ri anuncia seus relatórios e novas declarações, os inimigos tremem de medo”.