Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Queda de helicóptero militar dos EUA em Okinawa deixa sete feridos

Moradores da ilha japonesa não gostam da presença dos militares americanos. Eles reclamam do barulho dos helicópteros e do risco de acidentes em áreas residenciais

Sete soldados americanos ficaram feridos nesta quarta-feira após a queda de um helicóptero militar no mar próximo da Ilha de Okinawa, no sul do Japão, informaram as autoridades japonesas. O helicóptero, um modelo UH-60 Blackhawk da Marinha dos Estados Unidos, caiu no mar por volta das 14h00 do horário local (3h00, em Brasília), a cerca de 30 quilômetros da base aérea americana de Kadena.

Os dezessete tripulantes que viajavam no aparelho foram resgatados. Sete ficaram feridos. O helicóptero caiu na água enquanto tentava aterrissar sobre um navio. Trata-se do terceiro acidente envolvendo um helicóptero militar americano na região. Em agosto de 2013, um helicóptero de resgate do Exército dos EUA caiu em Camp Hansen, uma base do Corpo de Fuzileiros Navais na ilha principal do Japão, deixando os quatro tripulantes feridos.

Leia também

Queda de helicóptero durante operação mata 15 policiais na Colômbia

Japão reativa a primeira usina nuclear após Fukushima

​Em 2004 outro aparelho se chocou contra o edifício de uma universidade na cidade de Ginowan. Três de seus tripulantes se feriram e nenhum estudante ou membro da instituição foi diretamente afetado pelo acidente. O governador de Okinawa, Takeshi Onaga, pediu hoje após o novo acidente que se reduza o número de voos na área. A presença dos EUA em Okinawa, ilha que acolhe metade dos 48.000 soldados que o país mantém no Japão, desperta a rejeição de boa parte dos residentes.

Isto se deve à enorme extensão de terreno que ocupam as tropas, 20% do solo da ilha principal, ao barulho das aeronaves, ao perigo de acidentes pela pouca distância entre as bases e as casas, além dos delitos que são cometidos pelos militares, como brigas e bebedeiras.

(Com agência EFE)