Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Quarteto alerta para risco de escalada em Gaza e pede moderação

Por Said Khatib 20 ago 2011, 15h37

O Quarteto para o Oriente Médio, formado por Estados Unidos, Rússia, União Europeia e ONU, alertou neste sábado para o “risco de uma escalada” da violência depois de três dias de confrontos entre Israel e os palestinos de Gaza e pediu moderação a ambos os lados.

“O Quarteto está muito preocupado com a situação insustentável em Gaza, e com o risco de escalada da violência e pede contenção a ambas as partes”, segundo um comunicado do grupo.

Os tiros de foguetes e de disparos de morteiros na quinta-feira a partir de Gaza sobre o sul de Israel, que provocaram em represália ataques aéreos israelenses sobre este território palestino, são “atos covardes de terrorismo premeditado”, destaca o Quarteto.

E condena “em termos enérgicos todos os atos de terrorismo”, “esperando que os envolvidos no planejamento e na realização desses horríveis atos sejam logo denunciandos à justiça”.

Neste sábado, o confronto armado entre grupos radicais palestinos de Gaza e Israel prosseguiu, com tiros de foguetes e ataques.

Continua após a publicidade

rt/bds/sd

O Quarteto para o Oriente Médio, formado por Estados Unidos, Rússia, União Europeia e ONU, alertou neste sábado para o “risco de uma escalada” da violência depois de três dias de confrontos entre Israel e os palestinos de Gaza e pediu moderação a ambos os lados.

“O Quarteto está muito preocupado com a situação insustentável em Gaza, e com o risco de escalada da violência e pede contenção a ambas as partes”, segundo um comunicado do grupo.

Os tiros de foguetes e de disparos de morteiros na quinta-feira a partir de Gaza sobre o sul de Israel, que provocaram em represália ataques aéreos israelenses sobre este território palestino, são “atos covardes de terrorismo premeditado”, destaca o Quarteto.

E condena “em termos enérgicos todos os atos de terrorismo”, “esperando que os envolvidos no planejamento e na realização desses horríveis atos sejam logo denunciandos à justiça”.

Neste sábado, o confronto armado entre grupos radicais palestinos de Gaza e Israel prosseguiu, com tiros de foguetes e ataques.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Publicidade