Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Príncipe Philip é enterrado no Castelo de Windsor

Cerimônia teve poucos convidados devido à pandemia de coronavírus

Por Ricardo Ferraz Atualizado em 17 abr 2021, 13h23 - Publicado em 17 abr 2021, 12h58

A pandemia de coronavírus obrigou a família real britânica a velar o corpo do príncipe Philip sem a pompa e a circunstância que a ocasião mereceria em outros tempos. Apenas cerca de 30 convidados, todos parentes próximos, estiveram no Castelo de Windsor para se despedir do marido da rainha Elizabeth II, morto no dia 9, aos 99 anos.

A cerimônia, no entanto, foi cercada de simbolismos e gestos que dizem muito sobre o momento delicado que a Coroa atravessa. Em traje civil, os homens da família real, acompanharam o cortejo do corpo, transportado em um veículo Land Rover adaptado, ao som da banda dos Guardas Reais. Nenhum deles usava máscara. Sobre o caixão, repousavam a bandeira, a espada e o quepe de Philip.

Charles, o filho mais velho e herdeiro do trono, se colocou à frente. Os príncipes William e Harry, vinham atrás, mas, como adiantado pelos jornais britânicos durante a semana, não caminharam lado a lado.  A relação entre os dois irmãos está estremecida desde que o caçula da princesa Diana decidiu abrir mão das relações com a família real e concedeu uma entrevista à apresentadora de TV americana, Oprah Winfrey, revelando que ele e sua esposa, a atriz Meghan Markle, sofreram preconceito durante o período em que frequentaram o castelo de Buckingham. Meghan não foi ao funeral por estar grávida.

Príncipes Harry e William

Elizabeth II seguiu em um Rolls Royce, ao lado de uma dama de companhia. A rainha usava uma máscara preta. Kate Middleton, esposa de William e duquesa Cambridge, também usou uma proteção facial. A cerimônia foi marcada pela ausência de políticos que fizeram parte da vida de Philip durante a últimas décadas. O primeiro ministro do Reino Unido, Boris Johnson, abriu mão da presença para dar lugar ao parentes mais próximos. Camilla Parker Bowles, duquesa da Cornualha e companheira de Charles, também esteve presente.

O cortejo seguiu até a capela de São George, onde o o corpo foi recebido com um minuto de silêncio, seguido pela execução do hino nacional e uma salva de tiros. O funeral do Duque de Edimburgo foi comandado pelo deão de Windsor e pelo Arcebispo de Canterbury. No interior da capela, os convidados observaram o distanciamento social. Discursos relembraram a atuação de Philip na marinha e a participação dele na II Guerra Mundial. Medalhas e condecorações, expostas em uma mesa, foam citadas durante as falas.

Rainha Elizabeth II participa do funeral do marido, príncipe Philip

 

Continua após a publicidade

Publicidade