Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Príncipe Harry fez terapia para superar morte da mãe, Lady Di

Ele contou que ignorou suas emoções por 15 anos e só procurou ajuda profissional quando chegou "muito perto de um completo colapso nervoso"

O Príncipe Harry revelou nesta segunda-feira que fez terapia para superar a morte em um acidente de automóvel de sua mãe, Diana, após ter passado mais de 15 anos “sem pensar” nisso.

Diana morreu em uma acidente de carro em Paris em 1997 quando ele tinha apenas 12 anos. Harry, hoje com 32 anos, disse que chegou “muito perto de um completo colapso nervoso” em diversas ocasiões após ignorar suas emoções, o que impactou tanto em seu trabalho como em sua vida pessoal.

“Meu modo de lidar com isso era enterrar a cabeça na areia. Rejeitava inclusive pensar em minha mãe, porque em que ia ajudar isso? Somente ia trazer tristeza, não ia trazê-la de volta”, declarou.

O príncipe detalhou ao jornal britânico Daily Telegraph que antes de completar 30 entrou em um período de “completo caos”, que durou dois anos.”Eu comecei a conversar e de repente, toda aquela tristeza que eu nunca tinha processado veio à tona e eu comecei a perceber que tinha muita coisa com o que eu precisava lidar”, disse.

Harry disse que seu irmão mais velho, o príncipe William o encorajava a buscar ajuda, e que ele já tinha consultado um psicólogo diversas vezes. Ele também começou a praticar boxe para lidar com a agressão.

Após a terapia e o período de reflexão, Harry assegura que agora está em um “bom lugar”.

“Agora sou capaz de levar meu trabalho a sério, e também posso lidar com minha vida privada a sério. Sou capaz de pôr sangue, suor e lágrimas em coisas que realmente fazem a diferença, em coisas que acredito que ajudam a todos os demais”, afirmou.

(com EFE e Reuters)

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Recebeu ajuda do Irmão.
    Onde estava o PSEUDO pai? “Cavalgando”, Camila?

    Curtir