Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Principais jornais britânicos apoiam permanência do Reino Unido na UE

Por Da Redação 21 jun 2016, 15h53

Como é tradição no Reino Unido, a imprensa tomou partido no referendo sobre a União Europeia (UE), com editoriais publicados nos últimos dias. A grande maioria dos principais jornais britânicos apoia a permanência do país no bloco, fato que pode influenciar de maneira determinante o resultado da consulta dessa quinta-feira. O The Guardian pediu voto a favor da UE. “Vote a favor de um país unido, aberto ao mundo, e vote contra uma nação dividida que se fecha em si mesma”, afirmava o editorial publicado nessa segunda-feira. O jornal divulgou ainda um guia para o leitor convencer amigos e vizinhos. Sua edição dominical, The Observer, também apoia a permanência na UE.

Leia mais:

Campanha pelo Brexit fraqueja a três dias do referendo

Morte de deputada britânica coloca permanência na UE em vantagem nas pesquisas

Entenda o ‘Brexit’: o referendo pela saída da Inglaterra da UE

Com seu peso de mais de 230 anos de existência diária, o The Times, reduto das tradições britânicas, pediu aos seus leitores no último sábado voto pela UE e apoiou uma reforma do bloco europeu. “O melhor desenlace do referendo seria uma aliança de nações soberanas da UE, lideradas pelo Reino Unido, dedicadas ao livre comércio e às reformas”, afirmou. O diário The Independent e a edição dominical do tabloide The Mail também apoiaram a permanência do Reino Unido na EU. “Um voto a favor da UE não é um voto covarde e sim confiante; não é um voto para ceder controle, e sim para colaborar em um mundo globalizado”, afirmava um editorial do Independent.

Já o The Sun, propriedade do magnata australiano Rupert Murdoch, apoia a saída da UE. “Vote a favor da saída e reafirmaremos nossa soberania, abraçando o futuro como uma nação autogovernada, poderosa e invejada por todos”, relatou o tabloide em uma edição em que a manchete foi dedicada ao apoio pela saída do bloco. Além do The Sun – jornal britânico mais vendido nas bancas -, o The Daily Telegraph também se posicionou a favor da ruptura com Bruxelas.

(Da redação)

Continua após a publicidade

Publicidade