Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Primeiro-ministro japonês visita zona da usina de Fukushima

Yoshihiko Noda inspecionou central em sua primeira viagem oficial como premiê

Por Da Redação 8 set 2011, 04h28

O primeiro-ministro do Japão, Yoshihiko Noda, viajou nesta quinta-feira à província de Fukushima, afetada pelo acidente nuclear e o terremoto de 11 de março, em sua primeira visita oficial como chefe de governo.

Na primeira parada da viagem, Noda visitou um acampamento usado como base para operações destinadas a conter a crise na usina. No local, Noda observou o estado dos edifícios que alojam os reatores nucleares afetados pelo desastre de março e foi informado da atual situação das unidades.

Depois, o primeiro-ministro, que assumiu o cargo na última sexta, deve reunir-se com o governador da província de Fukushima, Yuhei Sato, que criticou duramente a gestão da crise por parte da operadora da central, a Tokyo Electric Power Company (Tepco). O chefe do governo japonês também espera poder reunir-se com moradores da zona.

O desastre de março deixou sem refrigeração vários reatores da usina de Fukushima, o que provocou um acidente nuclear, o pior desde o de Chernobyl em 1986, afetando plantações, gado e pesca. Além disso, mais de 80 mil famílias que residiam nos arredores da usina foram retiradas da zona.

Nas últimas semanas, a Tepco conseguiu que a temperatura das unidades 1 e 3 descesse de 100 graus centígrados, e tanto a operadora como o Governo preveem conseguir uma diminuição radical dos níveis de radioatividade na central, antes de levar os reatores a uma parada fria até janeiro de 2012.

(com Agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade