Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Primeiro-ministro britânico busca apoio do Parlamento para aderir a ataques aéreos na Síria

David Cameron deverá apresentar nesta semana sua argumentação para se juntar ao esforço militar contra o Estado Islâmico

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, apresentará nesta semana sua argumentação para se juntar aos ataques aéreos contra militantes do Estado Islâmico na Síria. A informação foi anunciada neste domingo pelo ministro de finanças, George Osborne.

O Reino Unido já está bombardeando o Estado Islâmico no Iraque, mas Cameron afirmou que acredita que os britânicos deveriam fazer mais para enfrentar os militantes, que assumiram a responsabilidade pelos atentados deste mês em Paris. Desde então, a França intensificou o bombardeio contra membros do grupo na Síria, que também são alvos de ataques aéreos da Rússia e de uma coalizão liderada pelos Estados Unidos.

Cameron quer evitar a repetição de 2013, quando perdeu uma votação no Parlamento sobre ataques aéreos contra as forças do presidente sírio, Bashar al-Assad. “O primeiro ministro tentará o apoio do Parlamento para ataques contra a organização terrorista na Síria. Francamente, o Reino Unido nunca foi uma nação que assiste de fora e se apoia em outros para nos defendermos”, disse George Osborne, à rede BBC.

(Com Reuters)