Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PRI terá maioria simples no Congresso mexicano, segundo projeções da imprensa

O PRI, que segundo os resultados preliminares recuperou a presidência do México na eleições de domingo, conseguirá também a maioria nas duas câmaras do Congresso, apesar de simples, segundo projeções da imprensa baseadas nos resultados parciais publicadas nesta segunda-feira.

O Partido Revolucionário Institucional e seu sócio de coalizão, o Partido Verde, obteriam 232 cadeiras na Câmara de Deputados em um total de 500, segundo o jornal El Universal, e 227 de acordo com o jornal Crónica, depois de apurada um terço das atas de votação.

No Senado, acumularão 57 das 128 cadeiras com que conta na câmara, de acordo com El Universal, e 59, conforme cálculos do Crónica.

Na Câmara de Deputados, os dois jornais concedem o segundo lugar, com 140 cadeiras, à coalizão de esquerda Movimento Progressista, cujo candidato presidencial, Andrés Manuel López Obrador, também foi o segundo, atrás de Enrique Peña Nieto, do PRI, e o terceiro ao Partido Ação Nacional (PAN), no poder, com cerca de 120 cadeiras.

No Senado, em compensação, o PAN seria a segunda maior força, com cerca de 40 cadeiras e o Movimento Progressista a terceira, com 29.

Os membros das duas Câmaras do Congresso são eleitos conforme um sistema que mistura 268 postos da eleição pela maioria nos distintos distritos em que se divide o país e outros 232 de representação proporcional conforme o total dos votos do país.

Se confirmadas as projeções, a coalizão PRI-Partido Verde perderá a maioria absoluta que tinha desde 2009 na Câmara de Deputados e manterá a maioria simples no Senado, e por isso terá de negociar em ambos os fóruns com outras forças para poder levar adiante suas propostas.