Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Presidente eleito da Argentina visitará Dilma antes de assumir

Viagem será a primeira internacional de Mauricio Macri e acontecerá a menos de uma semana de sua posse

Por Da Redação 2 dez 2015, 07h44

O presidente eleito da Argentina, Mauricio Macri, visitará a presidente Dilma Rousseff em Brasília nesta sexta-feira, em sua primeira viagem ao exterior após as eleições argentinas de 22 de novembro. O encontro, confirmado nesta terça-feira pelo Itamaraty, acontecerá a menos de uma semana de sua posse, marcada para 10 de dezembro.

Macri foi saiu vitorioso de uma eleição histórica na Argentina. Derrotou Daniel Scioli, candidato da presidente Cristina Kirchner, pondo fim a 12 anos de governo da família Kirchner e se tornando o primeiro presidente eleito no país em 100 anos que não pertence nem ao peronismo nem ao radicalismo socialdemocrata.

Leia também:

Reunião com Kirchner “não valeu a pena” para discutir transição, diz Macri

Dilma cumprimenta presidente eleito da Argentina, Mauricio Macri

Um dia após ser eleito, Macri afirmou que vai buscar a suspensão da Venezuela do Mercosul devido a acusações de abusos de direitos cometidos pelo governo de Nicolás Maduro. Para isso, pretende pedir a aplicação da cláusula democrática do bloco. A presidente Dilma Rousseff, porém, disse que não há motivos que justifiquem o recurso para excluir a Venezuela do grupo. Segundo ela, a medida deve ser aplicada “em cima de fatos determinados, e não de hipóteses”.

Perfil – Empresário e engenheiro, Macri ficou conhecido por sua bem-sucedida administração do clube Boca Juniors, do qual foi presidente por treze anos, e da cidade de Buenos Aires, da qual foi eleito prefeito em 2007 e 2011. É filho de um dos empresários mais prósperos do país: Franco Macri, fundador do Grupo Macri, que conta com empresas nas áreas de logística, construção e de alimentos na Argentina, no Brasil e no Uruguai.

(Com AFP)

Continua após a publicidade
Publicidade