Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Prédio substituto das torres gêmeas se torna o mais alto do Ocidente

Com instalação de antena, edifício chega a 541 metros de altura. Prédio é um dos projetados para ocupar o lugar das torres gêmeas, destruídas nos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001

Por Da Redação 10 Maio 2013, 15h52

O prédio erguido para ocupar o lugar dos edifícios do World Trade Center, destruídos no atentado terrorista de 11 de setembro de 2001, se tornou o arranha-céu mais alto do hemisfério ocidental após receber uma antena nesta sexta-feira. A instalação da peça de 800 toneladas e 124 metros elevou a altura da torre chamada de One World Trade Center para 541 metros. Os trabalhos puderam ser acompanhados ao vivo em redes sociais e em telões da Times Square, em Nova York.

Leia também:

Boeing confirma que peça era de avião usado em atentado de 11 de setembro

Polícia buscará corpos em beco onde foi achado possível destroço do 11/9

O edifício de 104 andares, também conhecido como Freedom Tower (Torre da Liberdade), é um dos quatro arranha-céus projetados para ocupar a área onde ficavam as Torres Gêmeas. O local exato onde estavam as torres foi transformado em um memorial em homenagem às vítimas do atentado realizado pelo grupo terrorista Al Qaeda.

A inauguração do complexo de escritórios observatórios, lojas e restaurantes, que custou 3 bilhões de dólares, deve ocorrer no ano que vem.

Segurança – Os responsáveis pela construção instalaram um aparato de tecnologia de uso militar como medida de segurança contra possíveis atentados, segundo informação do jornal The New York Times. O sistema inclui milhares de câmeras inteligentes e dispositivos de reconhecimento facial e de retina, que podem cruzar informações com bases de dados e listas de suspeitos de terrorismo. O edifício também recebeu sensores infravermelhos e de calor capazes de detectar explosivos e radiação.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade