Clique e assine a partir de 9,90/mês

Polícia russa prende dois suspeitos do assassinato do opositor de Putin

Boris Nemtsov, um notório político anti-Putin, foi assassinado no centro de Moscou, diz 27 de fevereiro

Por Da Redação - 7 mar 2015, 08h09

O Serviço Federal de Segurança (FSB, a antiga KGB) da Rússia anunciou neste sábado a detenção de dois suspeitos do assassinato do opositor russo, Boris Nemtsov, morto a tiros no dia 28 de fevereiro em um local perto do Kremlin.

‘Hoje foram detidos dois suspeitos de terem cometido o crime. Seus nomes são Anzor Gubashev e Zaur Dadaev’, disse Alexander Bortnikov, chefe do FSB, em entrevista à televisão pública da Rússia.

Boris Nemtsov, um notório político anti-Putin, foi assassinado no centro de Moscou, diz 27 de fevereiro. Ele foi atingido pelas costas por disparos que vieram de um carro que fugiu do local. O atirador disparou quatro vezes contra a vítima, que caminhava perto do Kremlin, acompanhado por uma mulher. Recentemente, ele havia revelado preocupação de que o presidente ordenasse sua morte devido às críticas ao envolvimento no conflito na Ucrânia. O político de 55 anos foi vice-primeiro-ministro na administração de Boris Ieltsin nos anos 1990. Atualmente, ele era deputado pela região de Yaroslavl e copresidia o partido liberal RPR.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade