Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia prende manifestantes em Moscou e São Petersburgo

A polícia russa prendeu nesta segunda-feira em Moscou dezenas de pessoas, entre elas o escritor Eduard Limonov, durante uma manifestação não autorizada em frente à Comissão Eleitoral Central convocada pelo partido “Outra Rússia”.

“Limonov e 50 de seus partidários foram detidos”, disse a polícia de Moscou em um comunicado.

Já Alexandre Averin, porta-voz do Outra Rússia, partido liderado por Limonov, afirmou que a polícia prendeu uma centena de pessoas.

Ao mesmo tempo, diante de milhares de pessoas reunidas em outro local de Moscou, os opositores exigiram uma eleição presidencial antecipada e classificaram de “farsa” a vitória de Putin.

Por sua vez, uma centena de opositores foram detidos nesta segunda-feira durante uma manifestação em São Petersburgo que exigia eleições honestas, constatou um jornalista da AFP.

Cerca de 1.500 opositores que gritavam slogans contra Putin tentaram se reunir no centro de São Petersburgo, onde um grande dispositivo policial foi mobilizado para impedir esta manifestação não autorizada.