Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia desativa 14 bombas no sudoeste da Colômbia

Bogotá, 4 fev (EFE).- As autoridades colombianas desativaram neste sábado 14 bombas em diversas regiões do sudoeste do país, palco de vários atentados atribuídos a guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, que deixaram 19 mortos e 78 feridos desde quarta-feira passada.

A Polícia Nacional informou em comunicado que detectou e destruiu cinco artefatos com 15 quilos de carga explosiva R1 misturados com estilhaços, no município de Cajibío, no departamento do Cauca. A nota, no entanto, não menciona detalhes sobre os responsáveis pela instalação das bombas.

Na zona rural do município de Miranda, também situado no Cauca, as autoridades encontraram outras duas bombas de 40 quilos cada, escondidas em um papelote no campo de futebol local, confirmou à ‘Caracol Radio’ o general Humberto Jerez, do Exército colombiano.

Segundo o militar, guerrilheiros das Farc sob ordens do que é conhecido como ‘Sargento Pascual’ foram os responsáveis pela instalação das bombas no campo de futebol em Miranda.

Tropas do Exército em coordenação com a Polícia Nacional encontraram de madrugada um campo minado por três bombas de 25 quilos cada, acrescentou Jerez em declarações à rádio ‘RCN’.

O oficial disse que os guerrilheiros encheram os artefatos ‘de alfinetes, porcas e parafusos para atingir a população civil e as forças militares’. Por isso, o esquadrão antibombas teve de executar uma ‘detonação controlada para evitar problemas, massacres, mortes e desolação’.

Em Jambaló (Cauca), especialistas desativaram outros quatro artefatos que seriam utilizados supostamente pelas Farc contra a polícia do município, anunciou o governador do Cauca, Temístocles Ortega.

O general Jerez trabalha com a hipótese de que a colocação desses explosivos e dos três carros-bomba desativados nesta sexta-feira em Miranda e na zona rural do município de Pradera, no Valle del Cauca, façam parte de uma ofensiva das Farc contra o sudoeste do país.

Essas tentativas frustradas seguem três atentados consumados que foram registrados entre quarta-feira e quinta-feira em Tumaco, cidade portuária do Pacífico, e na quinta-feira nos municípios de Villa Rica (Cauca) e Cajamarca (Tolima), em ambos os casos no sudoeste do país. EFE