Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Peru: embaixador bate em mulheres e perde o emprego

Representante do Equador em Lima, Rodrigo Riofrío se envolveu numa briga com duas peruanas em um mercado e foi afastado pelo governo equatoriano

O governo do Equador anunciou nesta segunda-feira o afastamento de seu embaixador em Lima, Rodrigo Riofrío, pivô de um confuso escândalo envolvendo duas mulheres em um supermercado da capital peruana e que acabou custando seu emprego. O incidente ocorreu em 21 de abril e deu início a uma pequena crise diplomática entre os dois países. O diplomata foi acusado de ter batido nas duas peruanas e proferido insultos raciais contra elas durante uma discussão na fila do mercado.

Imagens de câmeras de segurança, mostradas na TV peruana, mostram o embaixador participando de uma verdadeira pancadaria: logo após o que parece ser um bate-boca entre Riofrío e uma das mulheres, ela lhe dá um tapa e o diplomata reage batendo na peruana com uma revista. Várias mulheres então são vistas estapeando o diplomata e puxando seu cabelo.

A mulher que denunciou a agressão do embaixador equatoriano é Cristina Castro. Ela afirmou que a discussão começou porque Riofrío teria se irritado com o fato delas terem sido atendidas primeiro. Cristinha, que confirmou que o embaixador usou termos ofensivos para falar do povo peruano, admitiu que foi sua filha que iniciou a briga ao dar um tapa no rosto do representante.

Legítima defesa – O Equador alega que Riofrio agiu em defesa própria e, inicialmente, rejeitou o pedido do Peru para retirá-lo do cargo. Após o escândalo, Riofrío e o embaixador do Equador em Lima, Javier León Olavarría, foram chamados a consultas por seus respectivos governos na quinta-feira passada. O governo equatoriano defendeu Riofrío por considerar que foi o embaixador que foi agredido. O presidente do país, Rafael Correa, assegurou no último sábado que ele não voltaria mais a Lima e, “com a dor da alma”, não receberia mais o embaixador peruano em Quito. Até que, nesta segunda, o Ministério das Relações Exteriores equatoriano anunciou em comunicado “a cessação das funções de seu embaixador no Peru” e esclareceu que a decisão “foi tomada a partir de uma solicitação do próprio Riofrío”. Em seu comunicado, o governo do Equador também assinalou que Riofrío será destinado a outra embaixada no exterior. Além disso, indicou que se designará nos próximos dias “o novo embaixador que representará o país como chefe de missão perante a República do Peru”. Em paralelo ao anúncio do Equador sobre a saída do diplomata, o governo peruano afirmou que seu representante em Quito, León Olavarría, também deixaria a legação diplomática na capital equatoriana para ocupar “em breve um alto cargo” na Chancelaria – até agora, no entanto, essa troca não foi confirmada. Assista ao vídeo da confusão no supermercado em Lima:

(Com agência EFE)