Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para ONGs, a ONU fracassou

A missão de paz chefiada pela Organização das Nações Unidas (ONU) para tentar solucionar o conflito de Darfur, no Sudão, está prestes a falhar, segundo relatório produzido por mais de cinqüenta ONGs que atuam na região. O documento, divulgado nesta segunda-feira, afirma que um terço das tropas prometidas para a ação não está mais em Darfur. Para Dismas Nkunda, porta-voz do grupo de entidades de ajuda humanitária, a comunidade internacional proferiu “palavras vazias e quebrou promessas”.

Há um ano, o Conselho de Segurança da ONU aprovou o envio de 26.000 homens a Darfur. O efetivo foi trabalhar em conjunto com a missão promovida pela União dos Países Africanos. No entanto, desde o dia 1º de janeiro deste ano, quando uma boa parte dos soldados da ONU foi removida, a Unamid, como ficou conhecida a ação integrada entre as duas organizações, recebeu pouquíssimos reforços e atualmente conta com apenas 9.479 integrantes.

Estima-se que o conflito no Sudão já matou 300.000 pessoas e deixou outras 2,5 milhões refugiadas. Há cerca de duas semanas, o Tribunal Penal Internaional (TPI) pediu a prisão do presidente do país, Omar Al-Bashir, por considerá-lo o grande responsável pela violência. Ele é acusado de cometer crimes contra a humanidade, crimes de guerra e genocídio.