Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Paquistão vai dissolver gabinete de premiê para compor ministério menor

Decisão foi tomada após críticas da oposição sobre custo de equipe para país

O Partido do Povo Paquistanês (PPP), que governa o país, informou nesta sexta-feira que vai dissolver o gabinete do primeiro-ministro Yousuf Raza Gillani e formar um ministério menor. A decisão foi tomada após denúncias da oposição de que a atual estrutura é muito cara. Mas ainda não há uma data para que a medida seja colocada em prática.

A decisão foi anunciada por Jahangir Badar, integrante do partido governista, e ocorreu após críticas de que o gabinete, que tem mais de 50 ministros, é muito inchado e custoso para um país que enfrenta problemas financeiros.

Badar disse que a data da dissolução dependerá do premiê. O partido governista tenta formar alianças mais fortes com grupos opositores para aprovar mudanças nas leis fiscais e outras políticas econômicas. O Paquistão depende de bilhões de dólares em empréstimos do Fundo Monetário Internacional (FMI), que exige reformas na economia do país.

Histórico – Gillani se tornou líder do governo de coalizão em março de 2008, depois que o PPP ganhou a maioria dos votos em eleições um mês antes. Já o chefe de estado é Asif Ali Zardari, que venceu a corrida presidencial em setembro do mesmo ano, após a renúncia de Pervez Musharraf. Na sua posse, ele disse que assumiria o cargo de presidente em nome da sua mulher, Benazir Bhutto, que foi assassinada. Ela havia sido premiê do país por duas vezes e líder do PPP.

(Com Agência Estado)