Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Paquistão: Exército desmente rumor sobre golpe de estado

As especulações 'falsas' tentariam desviar a atenção das reais preocupações

O chefe de estado-maior das Forças Armadas paquistanesas, o general Ashfaq Kayani, considerado o homem mais poderoso do Paquistão, desmentiu nesta sexta-feira em um comunicado os rumores de um golpe de estado iminente. Durante uma visita a tropas no noroeste do país, Kayani repetiu que o Exército “segue apoiando o processo democrático no país”, indicou o comunicado divulgado por seus serviços. Ele considerou as especulações “falsas” e “instrumentalizadas”, que tentariam desviar a atenção dos verdadeiros temas que preocupam o país.

Na quinta-feira, o primeiro-ministro Yusuf Raza Gilani denunciou as “conspirações” contra seu governo – depois de divulgado um informe diplomático enviado aos Estados Unidos com referência aos militares – e exigiu que as Forças Armadas se subordinem ao poder Executivo. Na véspera, os Estados Unidos admitiram sua “responsabilidade significativa” no bombardeio que matou 24 soldados paquistaneses em 26 de novembro na fronteira com o Afeganistão. Segundo um inquérito militar, os americanos avaliaram erroneamente o alvo do ataque.

As relações entre EUA e Paquistão, aliados desde 2001 na guerra contra o Talibã, vem piorando nos últimos meses por causa de bombardeios norte-americanos em solo paquistanês, culminando com a ação militar dos EUA, em maio, que matou o militante Osama bin Laden numa cidade do Paquistão. Além disso, autoridades dos EUA acusam os serviços paquistaneses de inteligência de colaborarem com militantes islâmicos.

(Com agência France-Presse)