Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Operação do Exército argelino mata 20 membros de grupo terrorista

Por Da Redação 30 abr 2012, 06h59

Argel, 30 abr (EFE).- Pelo menos 20 membros do Movimento para a Unidade e a Jihad na África Ocidental (MUJAO) morreram no domingo na Argélia em uma espetacular operação do Exército argelino no limite fronteiriço entre a Argélia e o norte do Mali, informou nesta segunda-feira o jornal ‘El Khabar’.

Os 20 indivíduos, entre os quais estava um importante dirigente do movimento identificado como Huma Ould Abdelali, de nacionalidade malinesa, perderam a vida em uma ação noturna nas proximidades da localidade de Tinzauatine.

O grupo, que viajava a bordo de cinco veículos 4×4, pretendia preparar uma armadilha para dois caminhões que transportavam combustível, quando foram localizados por um avião de reconhecimento.

Helicópteros do Exército argelino, equipados com lança-foguetes, bombardearam durante cerca de duas horas os cinco veículos e mataram os 19 membros do MUJAO no local.

Ould Abdelali se rendeu após ficar gravemente ferido e foi transferido para um hospital de campanha do Exército argelino, onde finalmente morreu, afirmou o ‘El Khabar’.

O MUJAO ficou conhecido em outubro do ano passado após a reivindicação do sequestro nos campos de refugiados saaráuis de Tinduf de três trabalhadores humanitários europeus.

No início de abril, este mesmo grupo reivindicou o sequestro em Gao, no norte de Mali, de sete diplomatas argelinos.

Todos eles permanecem nas mãos de seus seqüestradores. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade